Advertisement

Marxismo e Neo-Marxismo:

cu Nas décadas de 60 e 70 uma nova teoria ganhou importância, sendo chamada de teoria marxista que procurava justificar a política externa e os objetivos políticos do mundo ocidental. Apesar de ter sido nessas duas décadas que esta teoria ganhou importância, foi no ano de 1943 que Estaline criou esta nova escola, tendo como objetivo projetar ao mundo a visão da União Soviética tinha deste. No entanto esta acabou por se tornar limitada.

As ideias da teoria marxista eram: os sistemas internacionais têm dentro de si as causas da sua própria destruição, sistema internacional anárquico, logo dá lugar à mudança. Outra ideia é a de que as formas de domínio político resultam da exploração económica, resultado, não há uma separação entre esfera económica e esfera política.

O sistema económico internacional diz que a esfera económica vai influenciar a esfera política, logo, o Estado, deixa de ser o fator determinante na arena internacional e sem as relações e laços criados de cariz económico. Marx defende que o Estado é a forma através da qual os indivíduos das diferentes classes determinantes expõem a sua vontade. O Estado tende a desaparecer pois o que é importante é o fator principal que é a luta de classes. O Estado acaba por ser prejudicial, os países capitalistas acabam por entrar em guerra. No entanto os sistemas capitalistas tendem a desenvolver-se em democracias e estas não têm entrado em guerra entre si pois precisam de paz. Contudo a lógica marxista nunca foi comprovada pela História.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.